Uncategorized

10 ERROS MAIS COMUNS DE BRASILEIROS AO FALAR INGLÊS

10 erros mais comuns de brasileiros ao falar ingles

Depois de vários anos dando aula de inglês para aprendizes brasileiros, sabemos automaticamente quando e onde os alunos vão apresentar dúvidas e cometer erros. É quase como um “sexto sentido” dos professores brasileiros; uma habilidade que ajuda bastante no ensino e que, frequentemente, falta aos professores nativos (que simplesmente não entendem o que o aluno está querendo dizer).

Por isso, selecionamos os 10 erros mais comuns de brasileiros ao falar inglês, e os separamos em três categorias: gramaticais, lexicais e de pronúncia. Eles acontecem devido à influência da língua materna (no caso o português do Brasil) sobre a língua estudada (inglês).

GRAMATICAIS

  • I have 25 years.

Isso é uma tradução direta de como se fala em português. Para falar sobre idade em inglês não se usa o verbo have (ter, possuir), e sim o verbo be (ser, estar). O correto, portanto, seria:

 I am 25 years old. Não se esqueça do old no final!

Outra opção correta também seria omitir a parte final, ficando apenas:

I am 25.

  • “Thanks God”

Esse é um favorito dos brasileiros no Instagram. Muitas pessoas lançam a hashtag #ThanksGod sem se darem conta que a expressão correta é, na verdade, Thank God.

  • I wronged the question.

O adjetivo wrong significa “errado” em inglês, mas o verbo “errar” não pode ser traduzido da mesma forma. Se você quiser dizer que “errou a questão”, terá que usar a expressão get the question wrong. Portanto, a frase correta seria:

I got the question wrong.

LEXICAIS

  • I’ll go to the shopping

O enorme lugar onde se faz compras é popularmente conhecido como “shopping” no Brasil. No entanto, em inglês se diz shopping mall, ou simplesmente mall. Portanto, a frase correta seria: 

I’ll go to the shopping mall. / I’ll go to the mall.

* ATENÇÃO! A expressão go shopping existe e significa “ir às compras” ou “fazer compras”.

Exemplo:

I like to go shopping when I go to Miami.

Eu gosto de fazer compras quando vou a Miami.

  • Pretend x Intend

Esse é um dos falsos cognatos mais comuns. Falsos cognatos são palavras que se parecem com o português, mas que têm significados diferentes (por vezes, negativos ou chulos!). Portanto, precisamos ficar atentos a elas.

Pretend = fingir

The child pretended to cry (a criança fingia chorar)

Intend = pretender

I intend to travel to the UK in December (eu pretendo viajar ao Reino Unido em dezembro)

  • Lost x Missed

Os dois verbos podem ser traduzidos como “perder” em português, mas devem ser usados em contextos diferentes. 

Você pode perder (lose) algo material como a carteira, ou uma caneta, por exemplo.

I lost my wallet yesterday (eu perdi minha carteira ontem)

Assim como você pode perder (miss) o ônibus ou a aula.

I missed the bus yesterday (eu perdi o ônibus ontem)

PRONÚNCIA

  • R pronunciado como H

A letra R no início das palavras é muito difícil para quem está aprendendo inglês, pois temos a tendência de pronunciá-las da mesma forma que fazemos em português. No entanto, lembre-se que a pronúncia deve ser com a língua “enrolada” para trás, assim como as pessoas do interior de São Paulo pronunciam as palavras “porta”, “mar” ou “cartão”, por exemplo.

Veja algumas palavras que significam coisas diferentes se o R for lido como H:

– Right (certo/direita) – Height (altura)

– Rate (taxa) – Hate (ódio)

– Red (vermelho) – Head (cabeça)

  • Pronunciar o –ed quando conjugamos verbos no passado

É difícil encontrar letras em uma palavra em português que não são pronunciadas. Nesse caso, o inglês tem várias. Quando conjugamos verbos regulares no passado, eles levam a terminação –ed como em crop – cropped e walk – walked.

Neste caso, não falamos a vogal “e”. A pronúncia correta de algumas dessas palavras é como se ele não estivesse lá e fosse substituída pelo “t”, ficando “croppt” e “walkt”.

  • Confundir palavras de grafia e pronúncia parecidas

Há no inglês diversas palavras de pronúncias muito parecidas que, se trocadas uma pela outra, podem deixar uma pessoa em uma saia justa. As palavras ship (navio) e sheep (ovelha) soam iguais para você? Saiba que elas têm, sim, uma diferença na pronúncia. Para nós, brasileiros, pode parecer uma diferença muito pequena, quase inexistente. Os nativos, no entanto, conseguem detectá-la facilmente.

O som da vogal em ship é curto, e parecido com “e” como pronunciado na palavra “verde”. Portanto, a pronúncia fica “shep”.

O som da vogal em sheep é longo, e parecido com “i” como pronunciado na palavra “pipoca”. Portanto, a pronúncia fica “shiiiiiip”.

É o mesmo caso de palavras como bitch (cadela) e beach (praia), chip (chip) e cheap (barato), shit (merda) e sheet (folha).

  • Colocar uma vogal inexistente no final da palavra

Se você pensar um pouco sobre o vocabulário em português, temos muitas palavras que terminam com vogais. É meio raro encontrarmos palavras que são finalizadas por consoantes diferentes de “r”, “m” “s” ou “l”, e no inglês é muito comum uma palavra apresentar consoantes mudas.

Por isso, temos a tendência de falar “talki” ao invés de apenas talk ou “thati” quando vamos dizer that.

Para falar corretamente, ouça a pronúncia correta das palavras e repita algumas vezes, mantendo o som seco da consoante final.

Sem Comentários

Escreva sua mensagem