Escola de Inglês Curitiba Uncategorized

COMO FALAR INGLÊS – 7 DICAS SIMPLES E PRÁTICAS

Hoje, estamos repassando dicas que elaboramos e selecionamos por havermos desenvolvido técnicas, métodos e ferramentas mais eficazes para oferecer resultados mais rápidos e eficazes.São dicas para com se familiarize com o idioma podendo participar de uma conversa com mais segurança e poder ter uma melhor compreensão geral do idioma em diversas circunstâncias.

Segue nossas dicas principais:

1.Dedique-se em aprender, não apenas decorar vocabulários e expressões que sejam úteis, de fato.

Num momento inicial, é uma otimização de tempo dar atenção ao vocabulário e expressões que serão realmente úteis. Aprender apenas o vocabulário útil faz com que você focalize na lista de vocabulários selecionados em função da frequência da sua utilização, geralmente agrupados por temas. Diferentes contextos cotidianos: como filmes, seriados e outros programas de televisão e/ou mídias do seu interesse, despertam maior interesse e consequentemente, melhor assimilação por afinidade. Ou seja, é propor a associação de temas claramente definidos com seu interesse por eles.

2.Crie o hábito de sempre corrigir seus erros para gravá-los da forma correta.

Caso ajude na melhor compreensão da regra ou dúvida, adicione uma explicação que lhe seja mais prática e fácil nos outros campos da carta, para memorizar a regra.Você terá a possibilidade melhorar sua performance adotando este hábito. Inclusive, até o ato de escrever a palavra ajudará a memorizá-la por associação com sua “memória” ortográfica.

3.Independentemente do seu nível, pratique o contato com pessoas nativas.

O medo pode errar ou de demonstrar sua fluência pode lhe paralisar nesse processo de imersão. A prática é a melhor forma de falar qualquer idioma, e o inglês não está fora dessa. Existem inúmeros sites de intercâmbio linguístico com esta finalidade. Eles permitem que você encontre correspondentes estrangeiros (e tente sempre dar preferência aos nativos do país que deseja interagir) pois, estudantes de diversas outras nacionalidades também procuram a mesma experiência, assim como você. Poder falar durante aproximadamente uma hora por semana com um correspondente que fale o inglês como língua nativa, trará ótimos e eficazes resultados e sem sair do conforto do seu quarto. Encare a praticar do inglês como a de um esporte – precisa começar a praticar para, consequentemente, progredir.

4.Não existem períodos ociosos quanto o foco e aprender.

Há momentos ociosos que desperdiçamos, muitas vezes. Na fila do supermercado, no trajeto do ônibus/aplicativo de transportes, ao deitar-se na cama ou sofá, enquanto se prepara para o sono, intervalo inesperado durante seu dia de trabalho (cuide para não extrapolar) e até mesmo no banheiro. A questão é aproveitar e organizar seu tempo, pode ser um vídeo interessante no YouTube, escutar um noticiário, ou ainda revisar seus recentes aprendizados para ajudar na memorização, pois quantidade, neste caso, não é sinônimo de qualidade.  

5.Gramática é importante, mas não é o essencial.

Pelo menos não na fase inicial, e quando o objetivo é aprender a falar inglês rapidamente. Todo o peso das regras gramaticais pode desacelerar sua capacidade de “absorção”, flexibilidade oral e no pior dos casos, sua motivação. Como seu tempo é limitado e precisa ser bem organizado, preserve seu foco no vocabulário útil. Concentre o aprendizado nas frases padronizadas, onde a gramática já está correta. Perceba o contexto dessas frases padronizadas e tire proveito delas. O resultado soará bem mais natural do que gastar tempo tentando conectar a gramática a cada sentença que disser.

6.Use inglês no celular e em quaisquer outros aparelhos eletrônicos.

Altere seu GPS, smartphone, computador e até aparelhos domésticos para inglês. É uma mudança rápida, eficaz e assertiva. Você já está familiarizado com seus aparelhos eletrônicos, facilitará sua compreensão no novo idioma.

7.Qual é a sua motivação?

Por último, porém não menos importante, analise suas reais motivações para o estudo do inglês. Definir objetivos claros para se propuser a aprender inglês e, principalmente,  saber o porquê deseja fazer, será sempre seu maior guia. Pretende procurar por novo emprego ou uma promoção, se sonha em viajar e socializar com pessoas de outras culturas, ou até mesmo por puro aprendizado – faça isso com maestria e dedicação que só uma motivação clara e real pode proporcionar. Isso garantirá empenho em fazer um bom planejamento e ter uma rotina de estudos concisa.

2 Comentário

Escreva sua mensagem