Escola de Inglês Curitiba

História do Inglês como Idioma

O inglês é um idioma germânico-ocidental, ou seja, a maior das subdivisões germânicas. O holandês, o alemão e o africâner são exemplos de idiomas que assim como o inglês encontram-se no ramo germânico-ocidental. É possível encontrar diversas semelhanças entre o inglês e o alemão por exemplo. Frases como “what is this?” e “was ist das?” são exatamente iguais em suas estruturas e significados.

O inglês originou-se dos dialetos anglo-frísios; o idioma inglês tem uma história muito interessante, ele foi levado à Grã-Bretanha por povos germânicos. É importante ressaltar que a Grã-Bretanha é uma ilha Britânica que envolve grande parte do Reino Unido. Para se ter uma ideia, nesta ilha encontram-se três das quatro ilhas britânicas, a Escócia, Inglaterra e o País de Gales. Os povos germânicos originaram-se no norte da Europa, os germanos são um grupo indo-europeu que se originou por volta de 1.800 a.c.

Logicamente o inglês sofreu e sofre mudanças com o decorrer do tempo, o inglês antigo ou idioma anglo-saxão é parte do início do idioma. O inglês antigo (também conhecido como anglo-saxão) é um idioma ancestral do inglês, este idioma foi muito utilizado no que hoje é a Escócia e a Inglaterra. Por aproximadamente 700 anos o anglo-saxão foi utilizado como idioma, mas após a invasão normanda em 1066 o inglês antigo sofreu profundas mudanças. Para entendermos estas mudanças precisamos entender o que foi a invasão normanda. O duque Guilherme, o Conquistador (que na época não detinha este título) liderou um exército formado pelos povos normando, bretão e francês que invadiu o Reino da Inglaterra no século XI. Com a invasão dos normandos, que falavam o anglo-normano, o inglês sofreu uma espécie de mistura, com esta invasão muitas palavras de origem românica foram implementadas ao idioma.

O inglês moderno iniciou-se no século XIV e continua até hoje, o inglês moderno caracteriza-se principalmente pela união com o dialeto Londrino. Otto Jespersen, importante linguista indica que a principal mudança entre o inglês médio e o moderno foi a Great Vowel Shift. Esta mudança como o próprio nome diz, define-se pela mudança fonética das vogais, a mudança na pronúncia ocorreu principalmente na articulação da língua e dos lábios. Até então o inglês tinha uma característica já não tão forte nos dias atuais, todas as consoantes eram pronunciadas.

Durante tal período de mudança (Great Vowel Shift) ocorria também o advento da imprensa, mais precisamente em 1475. Logo após, em 1516, a criação de um sistema postal viria a colaborar com a difusão e padronização do idioma inglês. De 1500 em diante inicia-se o período de expansão geográfica do idioma inglês. O idioma inglês chega a lugares como Escócia e Irlanda substituindo quase que completamente o idioma celta. Em algumas ilhas o inglês substituiu completamente os idiomas locais.

William Shakespeare (1564-1616) teve grande influência na caracterização e disseminação do idioma inglês. Shakespeare possui uma vasta obra, em seus escritos é notável uma utilização criativa do vocabulário inglês. Além disso, o autor é o responsável por muitas transformações de verbos em adjetivos e de substantivos em verbos, mais ou menos o que fazemos em português quando dizemos “coisar, googlear, chavear”. Shakespeare também agregou muito na questão dos prefixos e sufixos, muito presentes em sua obra.

Em 1620 o idioma inglês conquista um novo passo em sua história e chega ao novo mundo. Na época de independência dos E.U.A em 1776, o idioma inglês já estava fortemente diferenciado em relação ao inglês britânico. Diferentemente da relação entre Brasil e Portugal, Estados Unidos e Inglaterra mantiveram fortes laços culturais e de mercado. O inglês americano sofreu forte influência dos dialetos indígenas e de certo modo do espanhol, hoje a diferença entre o inglês americano e o Britânico é basicamente de pouco vocabulário e pronúncia.

O inglês que move o mundo de hoje deve muito ao inglês americano, com o crescimento dos Estados Unidos o idioma foi propagado para o mundo inteiro. Algo importante a ser mencionado é a classificação que ocorria com o idioma na década de 40. O inglês era dividido em três dialetos, o setentrional, o midlandês e o sulista. O dialeto setentrional era localizado na Nova Inglaterra e em Nova Iorque, o midlandês era falado EM Nova Jersey e Delaware enquanto o sulista diz respeito mais às regiões próximas à Carolina do Sul. Com o surgimento da internet e da globalização o inglês é reconhecido hoje em dia como o idioma universal.

1 Comentário

Escreva sua mensagem