BLOG

Notícias, dicas, curiosidades e matérias interessante. Acompanhe!

A1, B1, C1: O que isso significa?

Pois é! Quando buscamos obter informações sobre exames de idiomas, os níveis do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (Common European Framework of Reference for Languages, CEFR) estão entre os primeiros dados que encontramos. Certo, mas, o que é o CEFR e quais são esses níveis?

Então, de forma geral, trata-se de um quadro comum de habilidade linguística dividido em seis níveis principais que variam de iniciante a avançado. A combinação de números e letras (A1 – A2 – B1 – B2 – C1 – C2) representa diretrizes usadas para descrever o desempenho e a capacidade dos alunos de línguas estrangeiras.

Ficou mais claro, né? Agora que já temos uma noção do que o CEFR é e como ele funciona, vamos entender como foi que isso tudo começou?

O CEFR apareceu, em sua forma publicada, em 2001, ou seja, dez anos após a Conferência de Rüschlikon de 1991, que concluiu que um "quadro comum de referência" seria útil como ferramenta de planejamento para promover a transparência e coerência na educação linguística. O CEFR é, portanto, uma ferramenta de planejamento que nos fornece uma "linguagem comum" para descrever objetivos, métodos e avaliação no ensino de línguas, na forma prática, em diversos contextos. Ele foi feito para facilitar o desenvolvimento de programas, exames, livros didáticos, programas de treinamento de professores e, em particular, para estimular a reflexão e a discussão.

A aceitação foi tamanha que, na década subsequente à sua publicação, o CEFR foi traduzido para 37 idiomas, sendo amplamente divulgado na Europa e em partes da Ásia e da América Latina!

Agora que aprendemos o que é o CEFR e o que as letras e números representam, fica mais fácil entender o motivo de ele ser tão especial. Para entender mais sobre os níveis e as habilidades lingüísticas que ele descreve, fique ligado no nosso próximo post!
Blog de Notícias
  • quadro europeu
  • CEFR
  • linguagem comum